O CAMINHO DA SERPENTE

"Reconhecer a verdade como verdade, e ao mesmo tempo como erro; viver os contrários, não os aceitando; sentir tudo de todas as maneiras, e não ser nada, no fim, senão o entendimento de tudo [...]".

"Ela atravessa todos os mistérios e não chega a conhecer nenhum, pois lhes conhece a ilusão e a lei. Assume formas com que, e em que, se nega, porque, como passa sem rasto recto, pode deixar o que foi, visto que verdadeiramente o não foi. Deixa a Cobra do Éden como pele largada, as formas que assume não são mais que peles que larga.
E quando, sem ter tido caminho, chega a Deus, ela, como não teve caminho, passa para além de Deus, pois chegou ali de fora"

- Fernando Pessoa, O Caminho da Serpente

Saúde, Irmãos ! É a Hora !


domingo, 16 de setembro de 2012

sábado, 15 de setembro de 2012


PALAVRAS

FALA cria
solta as asas
das palavras

escrita
prende-as

voltam a soltar-se

com energia redobrada

quando alguém
as lê

DECO (R) TE

teu decote
na blusa
no vestido

mostra o recorte
do rego
dos teus seios

em Y
inverttido

domingo, 9 de setembro de 2012

B I C I C L E T A

alegria secreta
contida em duas rodas
dois pedais
uma corrente

um volante

quando se pedala
caramba
a bicicleta sente
que a força que a embala

mais do que
de gente
é de gigante

sexta-feira, 7 de setembro de 2012


como os tempos vão

mais vale
péssima transcrição

do que belíssimo original
exemplar
de criação

Pêlo sim

pêlo não........